quarta-feira, dezembro 28, 2005

CINEMA INDEPENDENTE



Foi anunciado, há poucos dias, o programa para a próxima edição do Festival de Sundance, certame inteiramente dedicado à exposição do melhor cinema independente americano e mundial.

De entre os vários títulos que já têm data de projecção — na maioria dos casos, tratam-se de estreias absolutas — destaco os que se seguem, por ordem alfabética:


  • Alpha Dog, de Nick Cassavetes



  • Sinopse: drama baseado na vida de Jesse James Hollywood, traficante de droga e um dos indivíduos mais jovens a figurar na lista Ten Most Wanted do FBI.
    O que se fala: Justin Timberlake no papel principal, com direito a excelentes críticas pelo seu desempenho; as participações de Bruce Willis e Sharon Stone em papéis secundários; a confirmação do talento (algo escondido) de Nick Cassavetes, filho do genial John e da imortal Gena Rowlands.

  • Art School Confidential, de Terry Zwigof



  • Sinopse: Acreditando que o sucesso e a rapariga dos seus sonhos virão com a sua inscrição numa escola de belas-artes, um jovem sem talento vê-se confrontado com um homicídio, o qual torna-o célebre.
    O que se fala: A possibilidade de rever o virtuosismo narrativo de Zwigof (GHOST WORLD, JOHN Q); John Malkovich, Anjelica Huston e Jim Broadbent no elenco.

  • Don't Come Knocking, de Wim Wenders



  • Sinopse: Uma estrela de filmes Western, desiludido e esgotado, regressa à sua terra-natal, onde encontra elementos do seu passado e de uma vida inteira perdida.
    O que se fala: Argumento da autoria de Sam Shepard, que também protagoniza o filme; o elenco de luxo, recheado de estrelas em idade de crepúsculo (Jessica Lange, George Kennedy, Eva Marie Saint...) e novos talentos (Sarah Polley, Gabriel Mann, Fairuza Balk,...); o beautiful american outdoor, evocando PARIS, TEXAS (1984).

  • Kinky Boots, de Julian Jarrold



  • Sinopse: Num esforço para salvar a pequena fábrica de sapatos da família, um homem encontra em Lola, ousada cantora de cabaret, uma inusitada aliada.
    O que se fala: Humor britânico em força; excelentes performances de um elenco quase desconhecido do grande público (excepção feita ao protagonista, Joel Edgerton, com presenças na última trilogia A GUERRA DAS ESTRELAS e REI ARTUR).

  • Lucky Number Slevin, de Paul McGuigan



  • Sinopse: Uma confusão de identidades coloca um homem inocente no fulcro de um homicídio planeado por um dos patrões da máfia nova-iorquina.
    O que se fala: Josh Hartnett no filme mais independente (e personagem mais ambígua) da sua carreira; o regresso do realizador de GANGSTER N.º 1 (2000); Ben Kingsley em pico de forma.

  • Neil Young Heart of Gold, Jonathan Demme



  • Sinopse: Filmado durante dois concertos ao vivo, nos quais Neil Young apresentou novas versões dos seus temas mais conhecidos.
    O que se fala: O regresso de um dos músicos mais conceituados e míticos dos anos 70/80; um retrato icónico de um estilo de música sempre apreciado; a realização.

  • The Science of Sleep, Michel Gondry



  • Sinopse: Um homem encarcerado pelos indivíduos que pululam nos seus sonhos, procura um despertar que possibilite ganhar o controlo sobre a sua imaginação.
    O que se fala: O elenco eclético (Gael Garcia Bernal, Miou Miou, Charlotte Gainsbourg, Alain Chabat, Emma de Caunes,...); uma premissa semelhante aos anteriores filmes de Gondry, mas desta vez sem a "ajuda" de Charlie Kaufman.

  • Thank You For Smoking, Jason Reitman



  • Sinopse: Comédia satírica sobre o porta-voz da Big Tobbaco, capaz de manipular os outros em prol da indústria tabaqueira, ao mesmo tempo que procura ser um modelo exemplar para o seu filho.
    O que se fala: O empenhado elenco (Aaron Eckhart, Maria Bello, Robert Duvall, William H. Macy,...); a propensão à reflexão e à crítica a que o filme obriga; o estreante realizador, filho do também realizador Ivan Reitman.

Mais informações sobre o certame em festival.sundance.org.

Sem comentários: