quinta-feira, julho 06, 2006

ANTI-PIRATARIA



A revista brasileira «Geek» revelou hoje as intenções das autoridades britânicas no que se refere à pirataria nos cinemas:

"Os distribuidores de filmes da Inglaterra resolveram sufocar um modelo de negócio recente, que prejudicava o lucro obtido com seus filmes.

Agora, a intenção é que existam "investigadores" dentro das salas de cinema, que poderão lidar com casos onde piratas carregam câmaras de filmar escondidas para produzir réplicas, mesmo que precárias, dos filmes recém-lançados."


E acrescentam: "Segundo a Fact, a pirataria actualmente gera cerca de US$ 500 milhões e com isso a indústria cinematográfica tem prejuízo aproximado de US$ 1,5 bilhões por ano em vendas perdidas e bilheteria mais baixa causadas por esses downloads e vendas ilegais."

Uma medida a ser implementada em Portugal?

2 comentários:

brain-mixer disse...

Pffff... Uma medida dessas em Portugal? LOL

Eles nem conseguem estrear os filmes nas datas previstas! Nem mesmo fazer uma promoção desses como deve ser! Isto está para além das nossas capacidades.

Hugo Alves disse...

Acho que não seria má ideia, não senhor. Se, pelo meio, quiserem acabar com as pipocas, agradece-se...