sexta-feira, fevereiro 24, 2006

CURIOSIDADE DA SEMANA



Enquanto procurava informações sobre o próximo trabalho de Brian De Palma, THE BLACK DAHLIA, eis que encontro por acaso um outro filme, exactamente com o mesmo nome e em produção desde 2005 (segundo o IMDB), que se afigura, para mim, como uma curiosidade da primeira ordem.

Realizado por um desconhecido (Ramzi Abed) e interpretado por outros tantos desconhecidos (uns tais Kristen Kerr, Lizzy Strain, Trent Haaga,...), o trailer permite vislumbrar uma obra de tons quase amadores e, no entanto, capaz de criar autêntico suspense, ao nível dos melhores policiais negros de Hollywood.

A página oficial está muito bem construída; apesar de imperar o já referido amadorismo, é uma prova viva do poder — e real potencial — da Internet, de uma ou outra camcorder digital e de muita imaginação e força de vontade.

Em jeito de conclusão, e pelo que pude ler, o argumento é muito similar ao realizado por De Palma. Trata-se de uma representação contemporânea da lenda da Black Dahlia, actriz assassinada em 1947 e cujos contornos da sua morte nunca foram tornados claros.

Vejam por vós mesmos e digam se não valerá a pena ter este título em linha de conta.

3 comentários:

S0LO disse...

Hum...de facto não conhecia o projecto, mas vou segui-lo com atenção :).

Cumps.

brain-mixer disse...

Às vezes acontecem coisas destas... No ano passado surgiram DOIS "War of the Worlds", o do Spielberg e um direct-to-dvd ;)

Hugo Alves disse...

De facto, eis uma bela curiosidade.

Quanto à nova aventura de Brian de Palma, um aviso à navegação: estamos a falar da adaptação do romance "the black dahlia", primeiro livro de uma tetralogia do mestre americano do policial negro contemporâneo, James Ellroy (e da qual L.A. Confidential, já adaptado para cinema, é o terceiro). Confesso que tenho muita curiosidade para ver o que vai sair dali.

O livro de Ellroy é magistral e, apesar de ter tudo para ser adaptável ao cinema, fruto de uma forte componente visual e de um ritmo vivo, as constantes analepses e prolepses dificultam a tarefa, tal como a narrativa "descentralizada" pelas várias personagens.

Da minha parte, anseio por ver o "Senhor Fogo" e o "Senhor Gelo" ao vivo e a cores...

Cumprimentos cinéfilos,

PS, à guisa de dúvida: será que os outros dois elementos da tetralogia ("the big nowhere" e "white jazz") terão direito a adaptação?