terça-feira, abril 18, 2006

RECOMENDAÇÃO — NIP/TUCK



Imaginem uma telenovela cujo triângulo amoroso é composto por dois cirurgiões plásticos de sucesso e uma mulher — a esposa de um dos médicos — à beira do precipício emocional. Somando a este drama, somos espectadores de um enredo que envolve conflitos familiares, choque de gerações, infidelidades, crises de meia-idade, desordens de imagem pessoal, demonstrações explícitas de cirurgia plástica, barões de droga, pedófilos, swingers, modelos em busca da perfeição física, transsexuais, negligência médica e concorrência comercial desenfreada. Parece-vos tão complexo quanto uma rinoplastia? Asseguro-vos que não: tudo está devidamente enquadrado nos melhores 13 episódios de uma série de televisão a que já assisti desde OS SOPRANOS.

Embora nunca tenha estreado em nenhum canal generalista português (a Fox Life, irregularmente, transmitiu a primeira temporada há alguns meses atrás), foi com a merecida expectativa que comprei o DVD da primeira série de NIP/TUCK e o regozijo que se seguiu não poderia ter sido maior. Esta soap opera adulta, mesmo abordando assuntos de profunda reflexão, consegue ser, num único episódio, cómica, trágica, comovente, sexy, cruel e muito, muito sangrenta. Analisando toda a trama narrativa, é impossível achar um único defeito ao qual se deveria aplicar um facelift, e salivo por adquirir os discos da segunda temporada, já disponíveis no mercado.

É série de culto até ao mínimo corte de bisturi. Totalmente viciante.

2 comentários:

not_alone disse...

Pode ser que algum canal da cabo se lembre de a passar, também ando muito curioso para ver, já ouvi falar muito bem.

Léo disse...

Olá!
Adorei seu Blog!
Já vi alguns episódios de Nip/Tuck e realmente é bom.
Abraços