quinta-feira, dezembro 11, 2008

Feliz aniversário, Manoel de Oliveira

UM SÉCULO DE VIDA, SETENTA ANOS DE CINEMA

Para comemorar esta data especial, o Keyzer Soze's Place dedica um post inteiro à retrospectiva por imagens da filmografia de Oliveira.

Douro, Faina Fluvial
(1931)


Aniki Bóbó
(1942)


Acto da Primavera
(1963)


A Caça
(1964)


O Passado e o Presente
(1972)


Benilde ou a Virgem Mãe
(1975)


Amor de Perdição
(1979)


Francisca
(1981)


O Sapato de Cetim
(1985)


Os Canibais
(1988)


'Non', ou a Vã Glória de Mandar
(1990)


A Divina Comédia
(1991)


O Dia do Desespero
(1992)


Vale Abrãao
(1993)


A Caixa
(1994)


O Convento
(1995)


Party
(1996)


Viagem ao Princípio do Mundo
(1997)


Inquietude
(1998)


A Carta
(1999)


Palavra e Utopia
(2000)


Vou Para Casa
(2001)


O Princípio da Incerteza
(2002)


Um Filme Falado
(2003)


O Quinto Império - Ontem Como Hoje
(2004)


Espelho Mágico
(2005)


Belle Toujours
(2006)


Cristóvão Colombo - O Enigma
(2007)


1 comentário:

Vitor Marques disse...

Boa recolha Sam.

Permite-me apenas que complete a filmografia de Oliveira.
Após a realização de Douro, Faina Fluvial, Oliveira realizou + 4 documentários antes do Aniki Bobó:
Hulha Branca / Empresa Hidro-Eléctrica do Rio Ave (1932);
Miramar, Praia das Rosas (1938);
Portugal já faz Automóveis / Já se fabricam Automóveis em Portugal(1938) e
Famalicão (1940).

7 curtas/médias metragens:
O Pintor e a Cidade (1956)
O Pão (1959)
As Pinturas do meu Irmão Júlio (1959-65)
Lisboa Cultural (1983)
Nice, à propos de Jean Vigo (1985)
A Propósito da Bandeira Nacional (1987)
Porto da minha Infância (2001)

e as longas:

Mon Cas (1986) e Visita ou Memórias e Confissões (1982) que teve estreia privada em Outubro de 1993 e que por sua vontade expressa só deverá ser publicamente exibido apó a sua morte.

Saudações cinéfilas