terça-feira, novembro 30, 2010

Mario Monicelli (1915 — 2010)



«“All Italian comedy is dramatic. The situation is always dramatic, often tragic, but it’s treated in a humorous way. But people die in it, there’s no happy ending. That’s just what people like about it. The Italian comedy, the kind I make, always has this component».

Foi um dos mestres do estilo que ficou para a História como 'Comédia à Italiana', mas o anúncio do seu suicídio, ontem à noite, não poderia ter sido mais dramático.

Realizador e argumentista, foi um profissional sempre activo durante quase 70 anos de uma carreira multi-premiada. Conquistou o Leão de Ouro, em Veneza, por A GRANDE GUERRA (1959), foi candidato por várias vezes à Palma de Ouro com obras como POLÍCIA E LADRÃO (1951) e foi duplamente nomeado ao Óscar de Melhor Argumento Adaptado pelos filmes I COMPAGNI (1963) e CASANOVA '70 (1965).

A influência da sua visão e particular maneira de contar tragicomédias inspirou, sobretudo, cineastas norte-americanos, como são os exemplos admitidos de Woody Allen ou Alan Taylor.

Faleceu em Roma, aos 95 anos de idade.

Sem comentários: