segunda-feira, junho 10, 2013

O Cinema dos Anos 2000: O Grande Peixe, de Tim Burton




É delicioso quando a fantasia ganha uma subtileza que nos faz acreditar nela como uma realidade possível. O GRANDE PEIXE — baseado na obra Big Fish: A Novel of Mythic Proportions, de Daniel Wallace, o próprio com uma pequena participação no filme — deixa-nos com esta sensação, e faz-nos ir muito mais além, sem questionar nada do que nos é contado, num dos títulos menos góticos ou extravagantes de Tim Burton, mas, ainda assim, recheado da sua personalidade enquanto realizador.

Ed Bloom (Ewan McGregor/Albert Finney) é um homem de imaginação delirante, um contador de histórias incapaz de as distinguir da realidade. A relação com o seu filho Will, de quem vive afastado há vários anos, não é a melhor. Quando a saúde de Ed fica debilitada, Will é aconselhado pela mãe tentar reaproximar-se do pai, e aí vai experimentar a necessidade de identificar, nas histórias que ouve, a distância entre o que foi realmente a sua vida e o que lhe acrescenta a sua imaginação.

As emocionantes interpretação de Ewan McGregor — o jovem Ed — e de Albert Finney — o Ed idoso — fazem-nos mergulhar na imaginação, e mostram-nos como é fundamental acreditar nela, para que a realidade possa ser menos dura.

À cor, fantasia e paixão, juntam-se um simpático gigante, um circo, uma floresta obscura e cheia de segredos, um poeta muito peculiar, duas irmãs gémeas, e muitas histórias para contar. Resta-nos deixar que Ed nos guie pelas suas aventuras, e cabe-nos a nós, no fim, construir a sua verdadeira história — ou, por que não, aceitarmos a vida que Ed criou. E é essa a lição que ele nos ensina (à plateia e ao seu próprio filho): o destino, seja qual for, é decido por nós.

por Inês Moreira Santos (Hoje Vi(vi) Um Filme, editora de cinema do Espalha-Factos).

Elenco
. Albert Finney (Edward Bloom idoso), Ewan McGregor (Edward jovem), Jessica Lange (Sandra K. Bloom idosa), Alison Lohman (Sandra jovem), Billy Crudup (William 'Will' Bloom), Marion Cotillard (Joséphine Bloom), Helena Bonham Carter (Jennifer Hill / Bruxa), Robert Guillaume (Dr. Bennett), Matthew McGrory (Karl, o Gigante), Danny DeVito (Amos Calloway)


Sobre Tim Burton

Célebre por uma abordagem, simultaneamente mainstream e autoral, de cariz sombrio, gótico, macabro e enternecedor aos géneros do terror e fantasia, é um dos realizadores mais imaginativos e peculiares a trabalhar actualmente em Hollywood. Da sua filmografia, destacam-se FRANKENWEENIE (1984), BATMAN (1989), EDUARDO MÃOS-DE-TESOURA (1990), ED WOOD (1994), A LENDA DO CAVALEIRO SEM CABEÇA (1999) e SWEENEY TODD — O TERRÍVEL BARBEIRO DE FLEET STREET (2007).



1 comentário:

Jorge Teixeira disse...

Um dos meus filmes preferidos, senão o preferido, de Tim Burton. Bom texto.

Cumprimentos,
Jorge Teixeira
Caminho Largo