quinta-feira, março 01, 2007

Estreia da Semana



O filme do ano para uns, desilusão completa para outros, BABEL reafirma uma das principais imagens de marca do seu realizador, Alejandro González Iñarritu: depois de se ver um dos seus filmes, ninguém fica indiferente.

Alternando locais e sequências temporais de forma desenfreada (à semelhança do que acontecia em 21 GRAMAS), Iñarritu disserta sobre os defeitos de comunicação que ainda vitimam e causam sofrimento ao ser humano, não obstante o facto de vivermos em plena sociedade global. Paralelamente, as personagens interligam-se durante a história - por vezes, do modo mais inesperado -, obrigando o espectador a "ir conhecendo" a história através de vários pontos de vista.

Pessoalmente, ainda não vi o filme (espero fazê-lo este fim-de-semana). Contudo, e depois de algumas conversas, é perceptível as semelhanças que este BABEL conhece comparado às obras anteriores do cineasta, nomeadamente o já referido 21 GRAMAS e AMOR CÃO. Quem os viu, não gostou. Os que assistiram a BABEL sem ver as duas obras citadas adoraram-no.

Apesar da "discórdia", um filme a descobrir.

1 comentário:

brain-mixer disse...

Não foi uma desilusão porque não esperava muito do filme... Comparado com os anteriores, este não aquece nem arrefece.

E vivam os Óscares, ehehehh :D