terça-feira, outubro 21, 2008

8 Excelentes Realizadores de Videoclips...

...que não singram no grande ecrã.

Na Sétima Arte, é fácil enumerar os casos de sucesso de cineastas formados na realização de videoclips. Como os casos de David Fincher [SETE PECADOS MORTAIS (1995)], Michel Gondry [O DESPERTAR DA MENTE (2004)], Mark Romanek [CÂMARA INDISCRETA (2002] ou Michael Bay [TRANSFORMERS (2007)], só para referir alguns. Contudo, existem também aqueles que já provaram talento e mérito no meio audiovisual, mas que nunca conseguiram "dar o salto" para Hollywood. Aqui ficam 8 exemplos de maior realce.


  • Jake Scott




  • Filho e sobrinho do duo de irmãos cineastas mais iconoclastas das últimas décadas (Ridley e Tony Scott, respectivamente), Jake não conseguiu herdar o faro do sucesso rápido que corre na família. O jovem Scott ainda tentou a sua sorte com ESTRADAS PERIGOSAS (1999), obra onde figuravam Liv Tyler, Robert Carlyle e Jonny Lee Miller mas que passou totalmente despercebida. Jake Scott tentará afirmar-se em 2009 com WELCOME TO THE RILEYS. Entretanto, deixou-nos um dos videoclips mais interessantes da presente década - Evolution Revolution Love, de Tricky, datado de 2001:



  • Marcus Nispel




  • Realizador alemão com um currículo impressionante de artistas para quem filmou videoclips (Faith No More, George Michael, Wet Wet Wet, Cher, The Fugees...), Nispel já tentou impressionar no cinema, com resultados dúbios em termos de qualidade e sucesso. O remake desnecessário de MASSACRE NO TEXAS (2003) não convenceu e estreará em 2009 o próximo volume da saga FRIDAY THE 13th. Contudo, Nispel conquistou(-me) com esta pequena obra-prima de 7 minutos dedicada a Greedy Fly, dos Bush:



  • Jamie Thraves




  • Após o videoclip que abaixo publico — referente ao tema Woman, de Neneh Cherry —, Thraves procurou afirmar-se, em 2000, com um filme low budget intitulado THE LOW DOWN, o qual passou quase despercebido. Contudo, provou talento ao filmar artistas como Coldplay, Blur e Incubus. Em todos esses trabalhos, o realizador britânico imprime uma narrativa surreal com ecos de desespero emocional, características que conhecerão a sua prova de fogo em THE CRY OF THE OWL, com estreia anunciada para o próximo ano.



  • Floria Sigismondi




  • Uma das mais versáteis (e requisitadas) realizadoras de videoclips da actualidade, Sigismondi despertou a atenção com o fulgurante Beautiful People, dos Marilyn Manson, e nunca mais abandonou o peculiar estilo visual lá patenteado. Já filmou para intérpretes de todos os géneros (David Bowie, The Cure, Sigur Ros, Christina Aguilera...) e prepara-se para estrear a sua primeira longa-metragem, THE RUNAWAYS, sobre a qual pouco ainda se sabe. Destaco este recente Blue Orchid, dos The White Stripes:



  • Jean-Baptiste Mondino




  • É um caso particular nesta lista. Mondino possui uma carreira invejável na indústria da fotografia e da moda, tendo registado as faces mais conhecidas do planeta (confiram aqui) e concebeu o videoclip mais controverso da carreira de Madonna, nomeadamente Justify My Love que, vinte e oito anos depois, não diminuiu em poder de choque. O francês mantém as costas voltadas para a realização de longas-metragens — e por vontade própria...



  • Samuel Bayer




  • Um dos "peso-pesados" desta lista, cujos videoclips já foram considerados sinónimo de sucesso dos temas aos quais cedeu a sua visão. The Cranberries (Zombie), Garbage (Only Happy When It Rains) e Green Day (Boulevard of Broken Dreams) devem a Bayer o estatuto que possuem. Neste momento, está a preparar a rodagem do thriller FIASCO HEIGHTS, com produção de Michael Bay. Para recordar, um dos mais originais vídeos de David Bowie, The Heart's Filthy Lesson:



  • Sophie Muller




  • Um dos nomes mais "antigos" na realização de videoclips, Muller é uma autora que, quase imperceptivelmente, tem marcado gerações sem a marca do sucesso ao nível do grande ecrã. Acompanhou a ascenção dos Eurythmics, de Bjork, dos Blur (quem poderá esquecer Song 2?) e, mais recentemente, é a responsável pela adaptação visual de todos os títulos de Gwen Stefani. Em 2000, assinou este arrebatador The Case Continues, por Ute Lemper:



  • Rocky Schenck


  • Recluso e devoto à arte da fotografia, Rocky Schenck atingiu um patamar único ao ser considerado um dos principais nomes norte-americanos nesta área. O seu contacto com o audiovisual tem sido efectuado, apenas, através dos videoclips. Já filmou para os Van Halen e Diana Krall (comprovando uma óbvia versatilidade), almejando a excelência com a sua visão de Where the Wild Roses Grow, por Nick Cave e Kylie Minogue:



    1 comentário:

    Anónimo disse...

    Good blog! I truly love how it' s easy on my eyes and the facts are well written. I am wondering how I can be notified whenever a new post has been made. I have subscribed to your rss feed which should do the trick! Have a nice day!