segunda-feira, fevereiro 23, 2009

Oscares 2008: O Comentário Final



A 81ª Entrega dos Oscares da Academia foi pautada, de uma ponta à outra das suas três horas de duração, pela regularidade nos premiados e originalidade q.b. do alinhamento da cerimónia.

Hugh Jackman — a escolha mais radical para anfitrião dos Óscares desde Jon Stewart — foi, acima de tudo, discreto, mas a vontade de retornar ao glamour e razzle dazzle dos tempos áureos da Academia saldou-se num modesto sucesso.



A quebra de monotonia surgiram em três momentos: no óbvio spoof de Ben Stiller à adaptada nova imagem e bizarro comportamento em público de Joaquin Phoenix,



no modo acrobático como o destemido e peculiar Phillipe Petit, protagonista do Melhor Documentário MAN ON WIRE, subiu ao palco para demonstrar a sua alegria pela conquista da estatueta,



e na emoção esperada pelo Oscar Póstumo de Heath Ledger. Sob o olhar "ameaçador" do Joker, a sua família foi receber o prémio de Melhor Actor Secundário.



Também foi agradável o breve mas convincente discurso de Jerry Lewis para agradecer a aceitação do Óscar Humanitário Jean Hersholt — histriónico no grande ecrã, solidário na vida real.



Por fim, e embora nunca enuncie qual a movie star melhor ou pior vestida da noite (para mim, elas estão sempre bem...), quem precisa de olhar para Armanis ou Guccis quando se ostenta uma tatuagem como a de Evan Rachel Wood?



P.S.: para quem não ainda não esteja ao corrente, a lista completa dos vencedores pode ser consultada neste endereço. Para o ano há mais!

Sem comentários: