domingo, maio 16, 2010

Festival de Cannes 2010 — Dia 5



Bertrand Tavernier regressa, vinte anos depois, à corrida pela Palma de Ouro com LA PRINCESSE DE MONTPENSIER, baseado num romance escrito em 1662 por Madame de La Fayette.



A história do amor proibido, durante as sangrentas guerras entre Católicos e Protestantes, entre Henri de Guise e Marie de Mézières, interpretada por Melanie Thierry, a qual partilhou as suas dúvidas em protagonizar esta nova obra de Tavernier: «A princípio, estava bastante receosa. Quando li o argumento, achei a linguagem renascentista extremamente difícil. Mas, por ser tão bela e pura, torna-se um autêntico prazer representá-la assim que a dominamos».

Bertrand Tavernier e Melanie Thierry, as principais figuras de LA PRINCESSE DE MONTPENSIER

No que começa a tornar-se num tema inevitável da presente edição do Festival, INSIDE JOB, exibido na secção «Séances Spéciales», explora a série de fenómenos que estiveram na base da actual crise financeira mundial, recorrendo a opiniões e documentos obtidos na Ásia, América e Europa. Narrado por Matt Damon e realizado por Charles Ferguson (nomeado para um Óscar por NO END IN SIGHT), este documentário é considerado pela crítica como «um indispensável objecto de consulta para compreender o mundo dos nossos dias».



Sem comentários: