quinta-feira, dezembro 16, 2010

Jean Rollin (1938 — 2010)



«Nunca existiu uma verdadeira tradição do Cinema fantástico em França».

É costume afirmar-se que um artista obtém maior reconhecimento depois do seu falecimento. O caso de Jean Rollin será, provavelmente, um dos mais flagrantes na comprovação dessa ideia.

Urge, portanto, descobrir a obra deste cineasta, que com LE VIOL DU VAMPIRE (1968) realizou o primeiro filme francês de vampiros. Foi um dos principais rostos do gore europeu, assinando os polémicos LE FRISSON DES VAMPIRES (1970), LES RAISINS DE LA MORT (1978) e FASCINATION (1979), filmes que se revelaram uma mistura de pornografia e terror gótico para espectadores elitistas.

Faleceu ontem, aos 72 anos, vítima de doença prolongada.

1 comentário:

Anónimo disse...

Não persitiu uma tradição pois foi George Meliès o percursor!

Edgardo