quarta-feira, setembro 28, 2011

A "Polémica" do Mês #4

Como a blogosfera cinéfila nacional divergiu, este mês, sobre MEIA-NOITE EM PARIS, de Woody Allen.





«Transbordando de energia, charme e inteligência, este é o verdadeiro regresso de Allen ao génio da comédia que outrora foi e a derradeira indirecta aos seus detractores que, ao longo dos últimos anos, repetiam, filme após filme, frases como "não é o seu melhor" ou "o seu tempo passou".»
Pedro Ponte, Ante-Cinema.



«[...] apesar de ser um filme acessível a todos, é forçosamente melhor quanto melhor se perceber as referências e se há um filme com referências é este. Não adianta resistir, mais cedo ou mais tarde haverá um segundo visionamento e será garantidamente melhor.»
Nuno Reis, Antestreia.



«Depois do corajoso YOU WILL MEET A TALL DARK STRANGER, é inevitável ver MIDNIGHT IN PARIS como um passo atrás, um regresso a terra pisada, pior, repisada.»
João Lameira, Numa Paragem do 28.

5 comentários:

Antestreia disse...

Foste buscar a única frase mista que lá tinha?

Só alerto que a satisfação aumenta com a cultura geral que se tenha e que motiva para estudar e rever. É um grande filme por isso mesmo, mas não para o americano (ou espectador de outra nacionalidade) típico.

Sam disse...

Daí estar integrado na opinião mista.

Reconheço que a tua crítica é muito mais positiva do que negativa mas, para esta rubrica, todos os textos são desconstruídos até se chegar a uma conclusão.

E a crítica escolhida pode sempre rebater a sua "classificação"... :)

Cumps cinéfilos.

O Narrador Subjectivo disse...

Melhor ou pior, pelo menos estou curioso, tenho de o ver.

Cumprimentos!

Maninha disse...

Delirante(quem me dera encontrar aquela gente toda depois da meia-noite), mas acho que não funciona para quem não tem referências.

Sam disse...

@Maninha, realmente! Sobretudo, o grupo de surrealistas... :)