quarta-feira, março 07, 2012

Agenda Cinematográfica

:: APORDOC — ASSOCIAÇÃO PELO DOCUMENTÁRIO ::

. Possibilidade do Diferente: novo espaço de documentário promovido pela Apordoc em parceria com o Espaço Nimas, em Lisboa.

A promessa de programação: temas pouco explorados, olhares originais na forma e conteúdo, propostas de reinvenção do presente e pistas para o futuro. A intenção: que este novo espaço de programação seja veículo de inspiração, de imaginação, de crítica. Acima de tudo, que esta partilha de filmes e reflexões possa contribuir para alimentar a coragem de cada um para olhar além do evidente.

A Apordoc decide iniciar a programação no Nimas com quatro documentários sobre o processo de mudança sistémica que tem vindo a decorrer na Islândia, atendendo ao relativo desconhecimento em Portugal sobre a conjuntura desse país.

Islândia: Sentidos de Mudança

. 8 de Março: FUTURE OF HOPE, de Henry Bateman



Em 2008, uma crise financeira atingiu a Islândia. Porém, nem todos a encararam como um desastre. Para um empreendedor que foi à falência na época, o colapso do sistema capitalista foi a melhor coisa que poderia ter acontecido com o espírito do país, tomado pela sede de lucro. Surgiram então alternativas como a energia renovável, a agricultura biológica, a inovação e o ambiente. Parte da população do país descobriu desde então que as oportunidades para o desenvolvimento sustentável são inúmeras.

. 15 de Março: DREAMLAND, de Andri Snaer Magnason e Thorfinnur Gudnason



Meses antes de irromper a crise mais grave da história da Islândia, o governo inicia o maior projecto hidroeléctrico da Europa. Sob a promessa de crescimento económico, o propósito da barragem era fornecer electricidade de baixo custo a Alcoa, uma siderurgia norte-americana de aluminio. Hoje a Islândia enfrenta uma dívida avultada e um futuro incerto. Num país com abundantes recursos, os planos de construção de centrais hidroeléctricas e geotérmicas pretendem converter a natureza numa fonte de energia barata para empresas multinacionais e indústrias contaminantes.

. 22 de Março: GNARR, de Gaukur Úlfarsson



No meio do colapso económico do seu país, o mordaz humorista islandês Jon Gnarr lança o seu próprio partido político, The Best Party. Entre promessas de construção de uma Disneyland no país e a recusa de conversar com adversários políticos que não acompanhassem a série The Wire, Gnarr pretendia expor a falsa moralidade dos outros partidos políticos.
Mas quando o apoio aumenta e Gnarr é eleito mayor de Reykjavík, o que começou como uma brincadeira acaba por retratar o imaginário de uma nação desesperada por mudança.

. 29 de Março: MAYBE I SHOULD HAVE, de Gunnar Sigursson



O que se faz quando nos encontramos na peculiar situação de ir à falência por causa dos sonhos de uns quantos homens de negócios e da incapacidade do governo de proteger o homem comum? Gunnar Sigurosson vai a procura do dinheiro e das respostas...
Gunnars visita os "business vikings", políticos, jornalistas e membros do governo; a sua busca por respostas leva-o a viajar por todo o mundo; Londres, Nova York, Luxemburgo, até a ilha de Tortola. As respostas e as explicações são tão variadas como os seus encontros.

[Horário das sessões: 19:00 / 21:30 . Preço: 3,5€ / 2€ - Sócios Apordoc]

Sem comentários: