sexta-feira, maio 25, 2012

Festival de Cannes 2012 — Dia 9



. THE PAPERBOY, de Lee Daniels (Em Competição)

Elenco e realizador de THE PAPERBOY

O realizador Lee Daniels

«Fiz este filme mergulhando no meu próprio passado e no que concretizei com os meus trabalhos anteriores», Lee Daniels, durante a conferência de imprensa para THE PAPERBOY.

Todos os olhares da Croisette em Nicole Kidman

«This gripping, scary and queasily funny picture nurtures a dark threat which lurks like one of its gators just below the surface», Peter Bradshaw in The Guardian.

«A risibly overheated, not unenjoyable slab of late-'60s Southern pulp trash, marked by a sticky, sweaty atmosphere of delirium and sexual frustration that only partly excuses the woozy ineptitude of the filmmaking», Justin Chang in Variety.

«Overstuffed with too many plots and themes and then festooned with loose plot threads and laughable images sticking out of it; it's like a dead porcupine, bloated with rot in the sun», James Rocchi in indieWIRE.

. POST TENEBRAS LUX, de Carlos Reygadas (Em Competição)

As vedetas de POST TENEBRAS LUX

Um descontraído Carlos Reygadas

«Penso que é sempre melhor deixar que as coisas aconteçam naturalmente; mas tal não significa que o filme é pós-moderno. Possui uma lógica instintiva. Senti a necessidade de transformar tudo o que via», Carlos Reygadas sobre a concepção estética de POST TENEBRAS LUX.

Nathalia Acevedo, protagonista de um dos filmes menos consensuais da presente edição do Festival

«At its best, in glimmers, POST TENEBRAS LUX can be tender, touching and even oddly thrilling in its bold imagery and determination to take the path less travelled. But it's an opaque, unforthcoming, exasperating work all the same», Xan Brooks in The Guardian.

«Auds will go for "perplexing," likely to be the kindest word used when describing this challenging non-story about a family living in the grandeur of Mexico's wilds, Jay Weissberg in Variety.

«Not a "good movie" in the classical sense of the term. But it sure is something else», Simon Abrams in indieWIRE.

. E já são conhecidos os primeiros laureados d0 65º Festival de Cannes. Na secção Semana da Crítica, AQUÍ Y ALLÁ, de Antonio Méndez Esparza, foi considerado como o Melhor Filme desta competição.



Todos os vencedores, incluindo curtas-metragens, podem ser consultados aqui.

[Fotos: Site oficial do Festival.]

1 comentário:

O Narrador Subjectivo disse...

O do Reygadas vai ser incrível. I can feel it.