quinta-feira, fevereiro 05, 2009

THE HURT LOCKER (2008), de Kathryn Bigelow



A 38 dias de terminarem a sua comissão de serviço no Iraque, a liderança da Companhia de Minas e Armadilhas Bravo é assumida por William James (Jeremy Renner), soldado batido em conflitos no Médio Oriente e declarado war junkie, pouco disposto a seguir formalidades e ameaçando as hipóteses de sobrevivência dos seus elementos. Sanborn (Anthony Mackie) e Eldridge (Brian Geraghty) vão aprendendo a lidar com a indiferença do seu novo chefe perante a morte no cenário urbano mais violento do mundo.



São poucos os filmes que abordam a guerra a partir da perspectiva de um grupo de militares que raramente olha o inimigo nos olhos. Para estes, a guerra possui mais contornos de casualidade do que propriamente obrigação. Contudo, essa realidade não retira emoção a THE HURT LOCKER, no qual Kathryn Bigelow adopta um fantástico trabalho de câmara (sempre ao ombro, inclusive durante as sequências mais intimistas do filme) que mantém o espectador em constante sobressalto sobre os destinos das personagens. Jeremy Renner agarra o protagonismo de forma indelével, concebendo um indivíduo que, por mais duvidosos que sejam os seus motivos, obtém sempre a nossa simpatia. Nota breve para os cameos de Ralph Fiennes, Guy Pearce e David Morse - menos tempo de ecrã e nem daríamos por eles...

Que a ausência de promoção a este título não lhe subtraia o reconhecimento que merece.

Sem comentários: