quinta-feira, outubro 22, 2009

Estreia da Semana



Mateo Blanco (Lluís Homar) escreve, vive e ama na escuridão. Há catorze anos atrás, sofreu um violento acidente de viação que o deixou cego e no qual Lena (Penélope Cruz), com quem nutriu um tórrido e proibido caso amoroso, faleceu. Usando agora o pseudónimo 'Harry Caine', sobrevive através da elaboração de guiões e trabalhos literários, ao mesmo tempo que relata as angústias do passado com Judit (Blanca Portillo), sua assistente pessoal, e o filho desta, Diego (Tamar Novas).

A cada novo filme, Almodóvar reforça a sua marca de constante homenagem à História da Sétima Arte, e em ABRAÇOS DESFEITOS, essa invocação passa não só pelo Cinema de outros autores (sobretudo, os do film noir nos anos 40 e 50) como pela sua própria filmografia: os temas e obsessões almodovarianas estão aqui presentes em toda a sua imponência, assim como uma revisitação a MULHERES À BEIRA DE UM ATAQUE DE NERVOS, cujo argumento é muito semelhante ao do «filme-dentro-do-filme» que o protagonista de ABRAÇOS DESFEITOS realiza.

Uma obra aconselhada para fãs ou principiantes do cineasta espanhol.



(Em exibição na Sala 2 dos Cinemas Castello Lopes)

Sem comentários: