segunda-feira, janeiro 17, 2011

Globos de Ouro 2010: vencedores e conclusões



Realizou-se, na madrugada passada, a 68ª edição dos Globos de Ouro. A Hollywood Foreign Press Association (HFPA), envolta em acusações de subornos e quebra de credibilidade nas últimas semanas, conseguiu eliminar algum do cepticismo a que foi votado com um certame positivo e, do que foi produzido em Cinema e TV durante 2010, revelou escolhas acertadas, outras há muito anunciadas e poucas surpresas.

Em termos de prémios, A REDE SOCIAL reforça a (inexplicável, para o Keyzer Soze's Place) senda de um dos melhores percursos nos últimos anos, ao arrecadar os Globos para Melhor Filme — Drama, Realizador, Argumento, Banda Sonora e o "estatuto" de título mais premiado da noite.



OS MIÚDOS ESTÃO BEM, comédia dramática realizada por Lisa Cholodenko, venceu nas categorias de Melhor Filme — Comédia ou Musical e a sua protagonista, Annette Bening, foi considerada Melhor Actriz — Comédia ou Musical.



Nas interpretações em filmes dramáticos, o desenlace esperado: Colin Firth (THE KING'S SPEECH) e Natalie Portman (BLACK SWAN) foram eleitos os melhores pela HFPA e carregam, ainda mais, "baterias" para a noite dos Óscares.





Paul Giamatti, ao vencer o Globo de Ouro para Melhor Actor — Comédia ou Musical por BARNEY'S VERSION, protagonizou uma das aclamações menos esperadas e, provavelmente, um dos discursos de agradecimento mais inspirados do evento.



Nas categorias de actores secundários, THE FIGHTER dominou por completo: Christian Bale reafirma o seu favoritismo e Melissa Leo distancia-se das "concorrentes" Helena Bonham-Carter, Jacki Weaver e Amy Adams na bolsa de apostas para os prémios da Academia.





Notas de destaque:

. o óptimo aspecto de Michael Douglas, após o recente anúncio de que o seu cancro encontra-se em definitiva remissão;

. o mega-blockbuster A ORIGEM foi o grande derrotado da noite, perdendo todas as categorias em que estava nomeado para (nem mais nem menos) A REDE SOCIAL;

. a surpreendente vitória do dinamarquês IN A BETTER WORLD no Globo de Ouro para Filme Estrangeiro, ultrapassando os favoritismos de BIUTIFUL e EU SOU O AMOR;

. o discurso de Robert De Niro aquando da entrega do Globo de Ouro Honorário: mais inspirador que inspirado ou humorado;

. e Ricky Gervais assinou a sua "sentença" de, em Hollywood, nunca mais vir a apresentar uma cerimónia deste género, sobretudo pelo cáustico e quase sinistro monólogo inicial (o Keyzer Soze não desgostou...), durante o qual o humorista britânico "desancou", em apenas cinco minutos, Charlie Sheen, a HFPA, Cher, todo o elenco de SEXO E A CIDADE 2, a Igreja da Cientologia e até Hugh Heffner. É ver para crer:



A lista completa dos vencedores, incluindo as categorias de TV, pode ser consultada aqui.

[Imagens cedidas por: Reuters e Getty Images]

4 comentários:

Maria das Mercês disse...

Fiquei muito satisfeita de Colin Firth, Paul Giamatti e Natalie Portman terem ganho!

Nuno H Pimentel disse...

Não deve querer voltar a apresentar uma cerimónia destas! ou então a malta não tem sentido de humor :)
Eu também gostei !

Maninha disse...

"We know how old you are": que boca matadora :D

Jubylee disse...

Também fiquei um bocado desiludida por Inception não ter sequer recebido o prémio de Melhor Argumento (que considero bem superior ao de "The Social Network"). Como é que "The Social Network" realmente garantiu este caminho impecável de prémios? Eu não desgostei do filme, mas não é de entre o que por aí anda o melhor - pelo menos na minha singela opinião...

Ainda não vi Black Swan - ando há meses a salivar para o ir ver ao cinema. Mas acredito que seja mais uma obra prima de Aronofsky (outro que tarda em ser reconhecido...).

Quanto a Gervais...enfim...Saiu da cerimónia com a mãos banhadas em sangue! hehe E eu gostei muito de ver a matança! Salvo seja (se bem que alguns quase que levaram o golpe de misericórdia! ;)