terça-feira, dezembro 07, 2010

"What are your Oscar chances?" #7

127 HOURS



Danny Boyle, que saiu glorioso em 2008 por QUEM QUER SER BILIONÁRIO?, volta a procurar mais Óscares com a história verídica de sobrevivência de Aron Ralston que, em 2003, viu-se obrigado à mais extrema das opções (a amputação do seu próprio braço) para escapar de um canyon Utah.

A positiva recepção a 127 HOURS durante as suas passagens pelos Festivais de Toronto, Telluride e Londres, juntamente com notícias de espectadores afligidos por ataques de pânico perante a natureza gráfica da cena de amputação, gerou imediato buzz favorável a uma corrida do filme pelas estatuetas.

Análise factual:

Desempenho de bilheteira: Apesar da sua limitada distribuição, 127 HOURS contabiliza, até à data, mais de seis milhões e meio de dólares no mercado norte-americano(1).

Recepção crítica: Obra com enorme consenso positivo, registando um rating de 93% pelo agregador Rotten Tomatoes(2), sendo aclamado, em várias críticas, como um dos melhores filmes do ano e uma conquista no exercício de filmar o "infilmável".

Avaliação de cenários:

Cenário provável: Deverá assegurar, sem dificuldades, as principais nomeações (Filme, Realizador e Argumento), assim como a indicação de James Franco para Melhor Actor. Não é de descartar a sua presença entre categorias técnicas.

Cenário de sonho: Embora as bolsas de apostas não coloque 127 HOURS na dianteira, os seus produtores não descartarão a hipótese de ser a grande surpresa (e vencedor) da noite. Tendo em conta a vitória relativamente recente de Danny Boyle, um novo Óscar para o realizador seria algo de categórico. O mesmo se poderia dizer de James Franco que, na história dos prémios, tornar-se-ia no primeiro indivíduo a ser anfitrião e vencedor um Óscar na mesma cerimónia.

Cenário a evitar: O total esquecimento pela Academia no momento de todas as decisões.

--//--

Teremos um 127 HOURS com tanto instinto de sobrevivência quanto a história do homem que retrata? Muito Danny Boyle em pouco tempo será excessivo para a Academia? Partilhem a vossa opnião.

4 comentários:

Miguel Pereira disse...

Naturalmente que o cartel de favorito de 127 Hours vai começar a desaparecer progressivamente. Há "aquela" cena, há o sucesso recente da dupla Boyle/Beaufroy e há ainda o factor Franco apresentador. Não deverá vencer nenhum Óscar (fotografia talvez é uma opçao a ter em conta) e vai ter mais dificuldades do que se imagina em entrar em certas categorias verdadeiramente sobrepovoadas este ano.

Cuidado com a ausência de Franco e Boyle, perfeitamente possiveis numa troca com um rival directo como podem ser Nolan e Di Caprio.

um abraço

Sam disse...

Pelo INCEPTION, acredito mais na nomeação de Nolan do que na do DiCaprio. E, no caso do actor, só acontecerá por SHUTTER ISLAND...

Abraço.

Miguel Pereira disse...

Sam,

Acho que ninguém ficou satisfeito a 100% com o Shutter, por muito que ache que o Leo está melhor aí que no Inception. Foi como sucedeu com o Departed e o Blood Diamond em 2006. É possivel que haja essa troca.

Um abraço

Sam disse...

Sim, admito que SHUTTER ISLAND (apesar de alguns experts ainda cogitarem sobre as hipóteses do filme de Scorsese) perdeu, muito cedo, a corrida aos prémios.

Contudo, continuo a ter dúvidas sobre uma nomeação de DiCaprio. E acho que só uma tremenda simpatia para com INCEPTION poderá garantir-lhe a nomeação.

Os indicados aos Globos de Ouro saem amanhã. Talvez então se dissipe esta(s) dúvida(s)... :)

Um abraço.