terça-feira, novembro 22, 2011

#30



... segundo as palavras da Andreia Mandim, blogger nomeada aos TCN Blog Awards pelo seu Cinema's Challenge:

. SANTA SANGRE
(1989, Santa sangre, Alejandro Jodorowsky)



Seria difícil não incluir este filme na minha lista. Quando o vi, pela primeira vez, não sabia absolutamente nada do mesmo. Resolvi vê-lo apenas porque não tinha mais nenhum filme na altura. Sem muito ânimo, confesso. Mas no fim do filme, considerei que foi uma das melhores 'surpresas' que poderia ter. Deparei-me com uma obra surrealista, embora absolutamente rica culturalmente e cinematograficamente. Algo que raramente se vê actualmente, mesmo que o filme seja do final dos anos 80 — 1989, mais concretamente, é necessário o frisar. Mas penso que a história, personagens, ambiente e toque do realizador foram os elementos-chave que tornaram possível que o incluísse como um dos meus preferidos. Há qualquer coisa de esotérico que passa o ecrã e entra em nós ao vê-lo.

. SLEEPERS — SENTIMENTO DE REVOLTA
(1996, Sleepers, Barry Levinson)



Lembro-me de o ver quando ainda era criança. A minha irmã consumia tudo o que tinha "o menino bonito de hollywood", na altura, Brad Pitt, e eu acabava também por assistir ao filmes. Mas o que conta para aqui para o caso é que foi um filme que me marcou. Na altura era ainda ingénua e gostei de perceber que realmente existem situações, pequenos momentos, em que podemos fazer a coisa errada, na hora errada e decidir parte importante do rumo da nossa vida. Pode parecer um pouco dramático e até absurdo, para alguns, mas é um filme que me diz muito e que ultrapassa o thriller dramático que hoje se vê para aí a pontapés. Não esquecendo o excelente cast que reúne grandes nomes — Brad Pitt, Robert De Niro, Kevin Bacon, etc...

. MYSTERIOUS SKIN
(2004, Mysterious Skin, Gregg Araki)



Revi-o há pouco tempo.É um filme com uma abordagem extremamente inteligente. É a mistura de dois assuntos completamente díspares: ficção científica e abusos sexuais. Num ambiente indie, com um actor que tem dado sinais da sua eficiência (Joseph Gordon-Levitt) e com um argumento fabuloso. Acho difícil não incluir como uma das melhores coisas que vi, pelo menos dentro do seu género.

. MANHATTAN
(1979, Manhattan, Woody Allen)



Respondo como se fosse o próprio: Life doesn't imitate art, it imitates bad television, por isso preciso da minha dose de arte e optei por ver algo de Woody. Podem o chamar pretensioso ou qualquer outra coisa, mas basicamente há sempre deixas brilhantes nos seus filmes e em MANHATTAN temos bastantes exemplos. Podia inventar mil explicações do porquê de ser um dos que mais gosto do Woody Allen, mas penso que talvez goste de vários, porém é o que tenho mais vivo com sinal verde na minha mente.

. SHINING
(1980, The Shining, Stanley Kubrick)



Se Kubrick não fosse realizador, provavelmente seria Deus. Vi uma vez esta piada em algum lugar que já não me recordo, mas acredito mesmo que esteja próximo, pelo menos nas suas capacidades/poderes que tinha para fazer cinema. Vi o SHINING umas 4 vezes na mesma semana, fiquei maravilhada com o filme. Tudo tinha um grau tão assustadoramente elevado de tensão e um certo terror que nunca chega a ser terror que foi impossível não cair de amores pelo filme.

. BOOGIE NIGHTS — JOGOS DE PRAZER
(1997, Boogie Nights, Paul Thomas Anderson)



Outro recente amor. Gostei de tudo neste filme. Actores, abordagem, argumento. E o realizador é talvez dos mais prendados da sua época. Sou sincera, não tinha noção disso. Até começar a ver o seu historial, percebi que já tinha visto muitos filmes que adorei e lhe pertenciam. Quanto ao BOOGIE NIGHTS penso que é um dos filmes mais marcantes para um amante de cinema, e mais não digo.

. CLUBE DE COMBATE
(1999, Fight Club, David Fincher)



É o filme que provavelmente mais vezes vi. Chamem comercial, digam o que quiserem, mas acho que não há uma única pessoa que não tenha gostado da película de Fincher. É tudo tão delicioso. Montagem, personagens, actores. Desenvolvi uma empatia com este filme, talvez por ter nascido na época que ele retrata, neste mundo consumista e com regras sociais que ninguém acredita, num mundo que já acabou antes de ter começado.

. VOANDO SOBRE UM NINHO DE CUCOS
(1975, One Flew Over the Cuckoo's Nest, Milos Forman)



É majestoso. Jack Nicholson faz, mais uma vez, um papel que é absolutamente brilhante. O filme em si tem uma trama que prende o espectador. E a ideia de ver um filme passado num manicómio é sempre tentadora. Afinal de médico e de louco todos temos um pouco — já dizia o outro.

. UMA QUESTÃO DE CONFIANÇA
(1990, Trust, Hal Hartley)



É uma obra quase clássica. Bastante calma, mas que conta muita coisa. Ficamos embebecidos com as personagens que vivem histórias dispares, porém é a confiança que os salva. Acho que foi mais uma surpresa quando o vi, não estava à espera de algo assim tão bom e recomendo vivamente.

. O HOMEM ELEFANTE
(1980, The Elephant Man, David Lynch)



É difícil não ficarmos sensibilizados quando vemos este filme. Entre o surrealismo quase extremo de Lynh, com o preto e branco e personagens inconcebíveis no mundo real, encontramos também um mundo onde os sentimentos são impulsionados, são quase provocados, mesmo que através de histórias pouco prováveis de acontecer no mundo real, pelo menos com um homem elefante. Mas que acontece com outro tipo de pessoas que têm diferenças, mas que têm algo mais para além do aspecto, tal como o Elephant Man.

Estes filmes escolhidos são apenas uma parcela dos que considero os filmes da minha vida. É uma lista diferente das que fiz para outros blogues, propositadamente. É uma forma de mostrar todos aqueles filmes que me foram marcando e ainda marcam, mas que não totalizam tudo o que vi e gostei de ver até hoje.

--//--

Obrigado, Andreia, pela tua participação!

13 comentários:

Pedro Afonso disse...

Uma lista bastante interessante e bem fundamentada. Não tem filmes que estejam na minha, mas alguns destes bem podiam lá estar...

O Narrador Subjectivo disse...

Hal Hartley é algo subestimado. Grandes filmes com grandes histórias, o Santa Sangre é que parece um pouco deslocado. De resto, rock on!

O Projeccionista disse...

Boa lista e um pouco incomum ao retratar obras mais conhecidas e outras nem tanto. Das que me faltam ver (ainda são algumas) três penso que são obrigatórias: Voando Sobre Um Ninho de Cucos, O Homem Elefante e Boogie Nights.

Hugo disse...

Gostei da lista e achei legal incluir "Boogie Nights' e o injustamente criticado "Sleepers".

Abraço

Bruno Cunha disse...

Além de ter filmes que também estão na minha lista, os outros filmes são, de facto, prioridades na minha lista a ver.


Abraço
Frank and Hall's Stuff

Loot disse...

adoro o boogie nights, o fight clube, o elephant man,o voando sobre um ninho de cucos e o shinning,

Depois também gosto muito do mysterious skin.

Os restantes ainda não vi. Conheço muito melhor a carreira do Jodorowsky na BD. Mas tenho de espreitar os filmes dele

Loot disse...

ah vi o sleepers claro. É porreiro

Andreia Mandim disse...

Obrigada a todos:).Aos que ainda não viram o "Santa Sangre" acho que o devem fazer.É um filme bizarro, mas apesar disso é muito bom.

Cumprimentos,
cinemaschallenge.blogspot.com

FilmPuff disse...

Lista interessante. Muito original, tirando o cube de combate e o voando sobre um ninho de cucos não é nada habitual ver os outros titulos num top 10.

ArmPauloFer disse...

Lista interessante também esta a da Andreia Mandim.
Vi uma boa parte desses filmes referidos:
o magnifico Elephant Man de D.Lynch, os dois com o Jack Nicholson, Fight Club (obrigatório), Booggie Nights, Sleepers (filme impressionante), creio que vi também o do Woody Allen há mesmo muitos anos mas não estou certo e deveria rever até , tal como descobrir os que restam.
Boa lista e todos os textos com as contextualizações também são cativantes de ler.
Well done!

Andreia Mandim disse...

Obrigada :).Aconselho a todos a darem uma oportunidade a cada filme desta lista que ainda não tenham visto.Esta é apenas um mínima parcela dos filmes que recordo como os da minha vida, porque podem ter a certeza que é uma tarefa bastante complicada.

Cumprimentos,
cinemaschallenge.blogspot.com

Catarina Norte disse...

Muitos ainda estão na minha lista para ver...
Dos outros, destaco The Shining, Manhattan e Sleepers. Engraçado como as tuas palavras relativamente a este último podiam ser as minhas ;)

Sam disse...

Obrigado pelos vossos comentários!